Bases Móveis Comunitárias da Brigada Militar ampliaram atendimentos no veraneio
08/03/2019 21:17 em Variadas

O trabalho das Bases Móveis Comunitárias (BMCs) da Brigada Militar, em sete praias dos litorais Norte e Sul na 49º Operação Golfinho, foi encerrado com relatório bastante superior à temporada anterior nas atividades desenvolvidas.

De 29 de dezembro de 2018 até 6 de março passado, quase 1.500 policiais militares atuaram nas BMCs em Capão da Canoa, Xangri-lá, Torres, Tramandaí, Cidreira, Rio Grande e São Lourenço do Sul – o município da zona sul passou a integrar nesta temporada.

Dentro da filosofia de polícia comunitária, a ação de destaque foi a distribuição de pulseiras de identificação para as crianças. Era anotado o número do celular dos responsáveis para que fossem localizados, caso o menor se perdesse deles. Foram distribuídas 15 mil pulseiras, mais do que o dobro das 6.273 da operação passada.

Também foi elevada a contagem de orientações e auxílios diversos prestados a veranistas e moradores das praias, chegando a 11.388, enquanto na temporada anterior a soma ficou em 7.415.

Também foram realizadas 2.050 visitas a estabelecimentos comerciais e 204 a instituições, superando os números anteriores de 1.887 e 80, respectivamente.

O número de pessoas abordadas pelo efetivo das BMCs chegou a 4.511, com 48 prisões nesta Operação Golfinho. No verão passado foram 2.878, com 25 detenções. A quantidade de veículos fiscalizados deu um salto: passou de 204 para 2.598 neste veraneio.

Este foi o quinto ano em que a Brigada Militar instalou Bases Móveis Comunitárias nas praias. A coordenação do trabalho foi conduzida pelo capitão Wagner Carvalho.

Secom / Governo do RS

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE