Exposição “Outros Cotidianos” do fotógrafo rio-grandino Regys Macêdo está inserida na 16ª Primavera dos Museus
24/09/2022 13:28 em Variadas

A Fototeca Municipal Ricardo Giovanini está com a exposição “Outros Cotidianos” do fotógrafo rio-grandino Regys Macêdo aberta ao público em geral. A mostra que ficará à disposição até 5 de maio de 2023 traz imagens do cotidiano da cidade mais antiga do Rio Grande do Sul. Através do olhar do profissional que começou a se dedicar à fotografia artística desde 2005,  é possível entender as situações atuais de discussão da nossa realidade. A mostra tem visitação aberta das 13h às 18h, e está na Fototeca Municipal, localizada no 1º andar da Prefeitura Municipal. 

“O fotógrafo fez uma doação do seu acervo há alguns anos  e devido a pandemia não conseguimos trazê-la ao público. A mostra já estava pensada e decidida que  iria acontecer em algum momento” explica a coordenadora da Fototeca, Gianne Zanella Atallah e ainda afirma “ O acervo doado é muito rico e traz vários elementos e leituras que nos provocam uma releitura do cotidiano já que a Fototeca tem como seu principal objetivo fazer com que a comunidade entenda e compreenda que o espaço é um museu de fotografia e é importante provocar o olhar da comunidade para novas releituras, pois não podemos nos distanciar das discussões, sejam elas de um passado remoto, de um passado presente e de um presente futuro.”. 

A Fototeca Municipal Ricardo Giavannini possibilita que todos registros e a  caminhada dos fotógrafos, sejam eles de um passado muito remoto até o presente, venham através de exposições elaboradas e com objetivos definidos e que possam agradar a vários públicos.

Um pouco sobre Regys Macêdo: 

Regys Loureiro de Macêdo, 58 anos, natural de Rio Grande. Comecei a me dedicar na fotografia artística desde 2006. Minha primeira câmera fotográfica digital foi uma compacta Olympus, modelo D395, obtendo bons resultados. Logo em seguida, foi adquirida outra compacta Olympus, modelo X760, possibilitando melhorar a técnica fotográfica, o que motivou a adquirir uma compacta avançada da Sony, modelo DSCH9 e em seguida a DSC HX100V. 

Hoje possuo uma câmera DSLR Canon T5i, além da DSC HX100V. Premiado em 2009 no 1º Prêmio MUHM – Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul, obtendo o terceiro lugar nacional na categoria amador; finalista do 5º Concurso Avistar em 2011; fotos selecionadas em 2014, 2015, 2016, 2017, 2018 e 2019 para participar da 3ª, 4ª, 5ª, 6ª, 7ª e 8ª edições da exposição/catálogo Transversalidades – Fotografia Sem Fronteiras, de Guarda, Portugal. Convidado para ilustrar e dar capa ao livro “A Cidade Em Meus Sonhos” (Uma Declaração de Amor a Minha Cidade Natal, Rio Grande), de Guilem Rodrigues da Silva, cujas edições existem em português/Brasil, em sueco com o título “Staden i mina drömmar”, em francês com o título “La Cite de Mês Rêves”. Novamente convidado para ilustrar e dar capa ao livro “Para Sonhar uma Noite de Verão, de Guilem Rodrigues da Silva, lançado em março de 2015.    

Um dos fundadores do Foto Clube Rio Grande, criado em 30/07/2016, e por três anos, Diretor de Fotografia do Foto Clube. Convidado a participar com duas fotos no livro “A Cidade do Rio Grande – Do big bang a 2015”, de Willy Cesar, que foi lançado em julho de 2016, na Livraria Vanguarda, em Rio Grande. Participação com sete fotos na Revista Panorama Internacional, Volume 2, nº 1, 2016, da Fundação de Economia e Estatística, primeira quinzena de setembro, ilustrando a capa e o interior da revista. A matéria tratou sobre o polo naval da cidade do Rio Grande. Convidado, em dezembro de 2017, para participar como jurado do “1º Concurso Fotográfico, Aves do Município de Rio Grande, nosso postal”, promovido pelo Foto Clube Rio Grande. Convidado, em abril de 2019, para participar como jurado do “1º Concurso Fotográfico, Aves do Município de Rio Grande”, promovido pelo Clube de Observadores de Aves do Município do Rio Grande

Assessoria - PMRG

 

COMENTÁRIOS
PUBLICIDADE