Fórum analisa desafios para centros integrados serem mais rápidos no atendimento
15/05/2019 14:09 em Variadas

O 9° Fórum Nacional de Tecnologia e Inovação na Segurança Pública, realizado em Gramado, reuniu secretários da Segurança Pública de diferentes Estados. No final da tarde da terça-feira (14/5), o governador em exercício, Ranolfo Vieira Júnior, mediou mesa-redonda sobre o tema. Participaram o secretário da Segurança Pública de São Paulo, João Camilo de Campos; do Ceará, André Santos Costa; de Tocantins, Cristiano Barbosa Sampaio; e de Rondônia, José Hélio Pachá.

Todos apontaram o videomonitoramento como um desafio e uma meta a ser alcançada pelos Estados. Também foi abordada a importância do reconhecimento facial e a implantação de Centros de Comando e Controle Integrado mais modernos e céleres, para possibilitar o aprimoramento no combate ao crime.

O secretário da Segurança Pública de Rondônia, José Hélio Pachá, destacou que, além das tecnologias, é essencial garantir a valorização dos servidores. "Pode parecer um gesto simples, mas para o agente que está na ponta, é uma ação importante para garantir a autoestima do servidor", enfatizou Pachá.

No encerramento da mesa-redonda, o governador em exercício, que também é secretário da Segurança Pública do RS, destacou a importância de abordar as particularidades de cada Estado. "A troca de experiências engrandece o debate e aprimora as ideias em busca de uma segurança pública cada vez mais eficaz", finalizou.

RS Seguro e redução da criminalidade

 

Na abertura do 9° Fórum Nacional de Tecnologia e Inovação na Segurança Pública, Ranolfo fez uma palestra para apresentar o programa RS Seguro. Ele destacou o tripé que orienta o programa: Integração, Inteligência e Investimento qualificado. Esses três "I" são as premissas para buscar os resultados almejados, sendo o investimento qualificado o ponto convergente entre o planejamento estadual e o fórum nacional. "O investimento em tecnologia é fundamental e esta é uma das premissas do RS Seguro. Além disso, precisamos de qualificação continuada dos nossos servidores e todas as nossas instituições se mostram engajadas nesse sentido", esclareceu.

O governador em exercício enfatizou ainda a redução nos indicadores de criminalidade, em especial a queda nos crimes contra a vida, em números apresentados pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) na segunda-feira (13/5). "Estamos caminhando no rumo certo no tocante a segurança pública. Esses números nunca nos satisfazem, pois queremos sempre diminuir os índices, mas mostram que estamos no caminho para mudar a realidade atual".

Entre os eixos do RS Seguro, o da prevenção destaca ainda o acesso à educação para evitar que jovens ingressem na criminalidade. A revitalização e ampliação do sistema prisional formam outro eixo do programa, como forma de possibilitar a ressocialização dos apenados e garantir condições para o cumprimento das penas restritivas de liberdade.

Acessoria de imprensa/Governo do Estado do Rio Grande do Sul

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE