PUBLICIDADE
Vigilância Ambiental em Saúde já encontrou duas amostras positivas de Aedes aegypti neste ano em Rio Grande; em 2020 foram 78
12/01/2021 08:03 em Variadas

Em nota informativa divulgada no sábado, 8, a Secretaria de Saúde (SMS), por meio da Vigilância Ambiental em Saúde (VAS), apresentou um panorama sobre a situação da dengue em Rio Grande. Os dados mostram que, no ano de 2020, foram identificados 78 amostras positivas para o mosquito Aedes aegypti, vetor transmissor da dengue e outras doenças como chikungunya e zika. Em 2021, já na primeira semana, foram registradas outras duas amostras positivas, coletadas nos bairros Cidade Nova e Centro.

Considerando este contexto, a Vigilância Ambiental em Saúde solicita que a população atenda aos agentes de combate à endemias do município para que seja possível desenvolver as ações pertinentes para a prevenção e controle do mosquito vetor. Para as visitas, todos os agentes de saúde estarão devidamente identificados com uniforme da Prefeitura do Rio Grande e crachá com as informações profissionais.

Em função das medidas de enfrentamento à Covid-19, o trabalho dos agentes tem sido realizado conforme as orientações de cuidado e distanciamento social. Assim, estão sendo inspecionadas apenas as áreas externas.

A Vigilância reforça que, para abrandarmos o aumento dos focos, é primordial conter a proliferação do vetor. Para isso, toda a comunidade deve estar comprometida com as medidas de prevenção e controle, evitando acúmulo de água parada, realizando a limpeza dos pátios e demais ações para impedir possíveis criadouros. Também é recomendado que pessoas em viagem para outras regiões façam uso de repelente e estejam atentas a possíveis sintomas compatíveis com as doenças transmitidas pelo mosquito vetor e, diante da presença desses sintomas, procurem assistência médica.

 

Assessoria de Comunicação-PMRG

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE