Temporal causa morte de uma pessoa, derruba árvores e alaga ruas em Rio Grande
12/01/2021 11:59 em Variadas

Equipes da Defesa Civil e de Serviços Urbanos e Infraestrutura da Prefeitura atuaram desde o começo da tempestade para reparar danos causados pelas fortes chuvas e ventos

Uma pessoa morreu em função do forte temporal que atingiu o município do Rio Grande, na noite de segunda-feira (11). A vítima é uma mulher, 31, anos. A informação repassada pelo secretário executivo da Defesa Civil Municipal, Anderson Montiel é de que ela teria se abrigado da chuva em um ponto de ônibus, quando sofreu a descarga elétrica, próximo ao Círculo Operário, na Avenida Buarque de Macedo, nas imediações da Rua Teixeira Junior.

Além deste caso, a Defesa Civil e a Secretaria de Município de Serviços Urbanos e Infraestrutura da Prefeitura estiveram ocupadas, mesmo antes do temporal, na atenção às quatro casas de bombas do município, pois havia o alerta de chuva forte. A casa de bombas localizada no bairro Lar Gaúcho não funcionou por falta de energia elétrica e por não ter gerador próprio. As outras casas de bomba não apresentaram problemas de funcionamento.

Dezenas de chamadas sobre árvores derrubadas pelos fortes ventos e alagamentos em diversas ruas da cidade foram atendidas. Uma hora após o começo do temporal, já haviam sido retiradas pelas equipes de serviços urbanos cinco árvores caídas em vias públicas. Os trabalhos nesta área, como podas de árvores e desobstrução das bocas de lobo se estenderam por quase toda a madrugada, até às 3h, e recomeçaram às 6h. Conforme o secretário da pasta, Marlon Soares, as ações mais emergenciais vão continuar pelo restante desta terça-feira (12).

Para realizar os trabalhos, a Secretaria disponibilizou caminhões munck, de poda, seis caçambas e 40 trabalhadores fizeram o serviço emergencial de desobstrução de ruas e bocas de lobo. Outros 10 trabalhadores da área de Infraestrutura tiveram como foco em atender as casas de bombas. No bairro Lar Gaúcho e na Rua Valporto houve alagamentos por causa do grande volume de chuvas.

Em alguns locais da cidade, como na sede da Prefeitura, houve falta de energia e os serviços de acesso à Internet ficaram prejudicados.

Problema antigo

A causa principal dos alagamentos em várias ruas da cidade, de acordo com a Secretaria, é a mesma constatada em episódios semelhantes: o lixo acumulado nas bocas de lobo. A Secretaria solicita à população para não jogar lixo no chão em ruas e avenidas da cidade.

Ainda na semana passada, equipes de limpeza e conservação de ruas da Secretaria começaram a limpar canais e bocas de lobo que estavam com acúmulo grande de detritos.

Telefones úteis

A Coordenadoria da Defesa Civil Municipal informa que está à disposição para atendimento de chamadas, por meio dos telefones 199 (para emergências), (53)32338460 e o (53)991356312.

 

Assessoria de Comunicação PMRG

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE